Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Eu quero explodir uma bomba – o Cristão e a Crise dos 40 (II)

Uma das aplicações que encontrei para expressão "a rat race" é também política. Ainda que política, violência e CIA pouco pareçam ter em comum com a crise que um quarentão possa passar, a verdade revela-se exatamente o oposto disso.

No fundo, bem lá no fundo (mas subindo numa velocidade vertiginosa rumo à superfície), parece que há um elemento comum que agirá no interior de quase todos os homens que se veem numa "rat race". Ainda não sei bem explicar o que seja esse elemento, mas, enquanto escrevo este post, sinto-me acometido por uma vontade quase incontrolável de EXPLODIR UMA BOMBA!

"Explodir uma bomba" é um dos sintomas que caracterizam a crise de quem se encontra nessa rodinha e se vê preso nela, tentando pular fora ou pará-la de alguma maneira. Explodir uma bomba seria uma espécie de reação, uma vingança seguida por um sorrisinho maldoso contra todos aqueles que contribuíram para que a rat race viesse a nos assaltar de surpresa. É aquela vontade, dizendo em linguagem popular, de jogar m*... no ventilador e, calmamente, sentar no assoalho da vida para ver tudo respingar na cara dos hipócritas!

Esse sentimento nasce evidentemente pela avaliação feita na meia-idade. Avalia-se as feridas e marcas abertas, cicatrizes feitas por pessoas em quem, um dia, confiamos. Aliás, como li certa vez, traição só é traição por ser perpetrada por amigos...

Seguindo a linha do parágrafo anterior, estive bem perto de alguém que "explodiu uma bomba"! Decepcionado por confiar numa liderança que falava muito, vivia de propaganda e que, na verdade, colocou-o numa grande enrascada, ele, finalmente, saiu. "Sair" é uma possibilidade aos incomodados. Quando não queremos causar escândalo jogando a m*... no ventilador, cabe a opção de mudarmos de mãos, mãos nas quais outrora nos colocamos, mas que revelaram sua total incompetência em guiar-nos.

No meio cristão, isto é mais complicado ainda, seja explodir uma bomba ou sair, quaisquer alternativas são dolorosas. Principalmente, quando os vilões da história são admirados por tantos que só os conhecem via propaganda e marketing ou nas fotos simpáticas que estes postam no facebook. Em situações assim, é muito provável que a parte mais fraca é que saia arranhada, machucada, mal falada e, como certa vez eu mesmo ouvi, "o que vão dizer se você desiste no primeiro obstáculo que aparece?". Quem me disse isso, revelou-me que nada sabia a meu respeito...

Bem, meu amigo saiu... Mas e eu? Explodirei uma bomba ou, simplesmente, sairei em levíssimos passos de bailarina? Eis a crise dos 40!

CUIDADO! Nunca subestime um homem com 40! rsrs

(Esta série de artigos sobre o "Cristão e a Crise dos 40" foi escrita há mais de 2 anos, mas não havia sido publicada até agora).

Leia também o 1º artigo desta série: 

Segue abaixo a tradução da música do Bob Marley, Rat race. Música de protesto contra a política americana de intervenção na Jamaica.

Ah! muito violento
Oh, que corrida de ratos
Oh, que corrida de ratos
Oh, que corrida de ratos
Esta é a corrida dos ratos


Alguns para o bem, outros bastardos, alguns mascarados
Oh, que corrida de ratos, corrida de ratos


Alguns monstruosos, alguns bandidos, alguns provocadores
Nesta corrida de ratos, sim!
Corrida de ratos
Estou cantando
Quando o gato não está
Os ratos dançam
A violência  política enche a cidade
Sim!
Não envolvam os rastas nessas suas falações
Os rastas não trabalham para a C. I. A
Corrida de ratos, corrida de ratos, corrida de ratos
Quando pensam que é tudo paz e segurança
Vem uma repentina destruição
Segurança coletiva, que certeza?
Sim!


Não esqueçam a sua história
Conheçam seu destino
Quando a água é abundante
O estúpido morre de sede
Corrida de ratos, corrida de ratos, corrida de ratos

Oh, é uma desgraça ver a raça
Humana em uma corrida de ratos, corrida de ratos
Tem a corrida dos cavalos
Tem a corrida dos cães
Tem a corrida dos homens
Mas esta é uma corrida de ratos, corrida de ratos

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...