Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

O Cântico de Salomão e a Festa da Páscoa - Cantares sobre Cantares (XIX)

Na liturgia da sinagoga, coube a leitura do livro o Cântico dos Cânticos no 8º dia da Festa da Páscoa. Sobre isso, expressa-se Isidore Ipstein:

O Sabá é dotado de divina beleza e torna-se uma noiva esplêndida e resplandecente. Cada sexta-feira, ao por do sol, Israel, o amante, dirigi-se ao encontro de Sabá, a noiva, com cânticos de boas-vindas e de louvores. A alegria de Israel, o amante, no encontro com Sabá, a noiva, é o estímulo terrestre para suscitar o amor de Deus a sua Amada, celebrada neste Cântico: a comunidade de Israel.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...