Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

O 1º post que fiz para ela - As canções que você fez para mim (II)

O post abaixo foi o primeiro que escrevi exclusivamente para Lu. Era aniversário dela. Agora, nesta reedição, aumento o vídeo e segue também a tradução da música.

Título original:  Porque é teu aniversário, ó del mio dolce ardor... 

Data: 20/02/2011

________________________________________

Dava aula de literatura num curso noturno em Brasília, quando tive a idéia de mostrar aos alunos, pela música, as mais diferentes escolas que estudávamos: clássico, barroco, romântico e moderno.    


"É possível?", perguntei a Lu. "Claro. Só precisamos levar o teclado e os colocarmos numa sala maior, para que mais alunos tenham acesso".  Naquela noite, então, encantei-me mais uma vez com minha esposa, que tocava para nós as mais diversas músicas, mostrando suas semelhanças e diferenças com as Escolas Literárias. Ouvímos Mozart, Bach, Beethoven, Stravinsky, etc. Sei que muitos ali estavam ouvindo pela primeira vez essas músicas. Encantávamo-nos, portanto, todos nós.

 

Sou completamente fascinado com música e, para um leigo como eu, compor música é um verdadeiro milagre de Deus. Lu ri disso todas as vezes que admito esse meu deslumbramento com a música. Digo, então, que ela ri de mim só porque já está acostumada a si mesma: fez Escola de Música, estudou piano por oito anos, foi cantora de ópera, é regente e toca qualquer instrumento que lhe seja entregue ("mas tem que ter partitura ou cifra", ela sempre me chama atenção).

 

Ver minha esposa tocando um instrumento ou cantando  quaisquer músicas sempre aumenta minha admiração por ela. Quando ela ensaiava para as audições na Faculdade Batista de música, eu pedia sempre mais e mais: "canta aquela", "e aquela também" e "como que é aquela outra mesmo"?  


Mas de todas as músicas com as quais ela me enleva, "O del mio dolce ardor" é a que mais admiro em sua voz volumosa de mezzo-soprano... 

 

Nesta semana, ó del mio dolce ardor, é teu aniversário e eu te dedico, assim, os versos dessa sua música com flores...


O del mio dolce ardor - Gluck
 
Oh, desejado objeto
do meu doce desejo!
O ar que tu respiras,
afinal respiro.
 
Para onde quer que eu torne o meu olhar
Os teus suaves traços
O amor, em mim, pinta,
O meu pensamento imagina
As mais alegres esperanças,
E no desejo que assim
me preenche o peito
Procuro-te, chamo-te, espero e suspiro!

Um comentário:

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

O Ministério do Trabalho adverte:
ISSO, PODE CAUSAR INVEJA...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
AMO VOCÊS DOIS.
fiquem com DEUS.
VAMOS QUE VAMOS!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...