Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Blog Mar e Poesias (Guiomar Barba) - SEXO E OS BLOGS (VII)

Nas próximas postagens (uma por dia), queremos prestar uma homenagem aos blogs que o Casal 20 lê, publicando posts em que esses blogs abordaram o tema da sexualidade. Boa leitura!

______________________________


REPRESSÃO

Amordacei os meus desejos
Nesta distância negra de continente.
Desenlacei as nossas roupas,
Busquei o rastro do teu perfume
Ele se havia evaporado contigo
Entre densas nuvens brancas.

Estremeci no quarto vazio
Troquei os lençóis molhados de amor.
Deixei que o vento abrisse as cortinas.
Me atirei na cama, silenciosa
Lavei meu rosto com lágrimas,
O tempo se encarregou de secá-las.

Mas dentro do meu peito intumescido
Tem um poço quase transbordante.
Se tu voltares mais cedo
Impedirás que este poço extravase.

3 comentários:

Mariani Lima disse...

Lindo demais esse poema de Guiomar para seu Davi lá em outro continente.
Uma lindeza o amor!!

Guiomar Barba disse...

Vi através da Mariani, que vocês me fizeram esta preciosa homenagem. Nada melhor para nos fazer acreditar que o que escrevemos toca os corações.

Obrigada Fábio e como também estou carente você me fez chorar.

Beijo de amor e gratidão.

Casal 20 disse...

Guiomar, amei teu texto, tuas linhas, teus versos! Parabéns!

Abraços sempre afetuosos.

Fábio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...