Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

segunda-feira, 26 de março de 2012

Em que reside a Felicidade do Filho? - Cantares da Felicidade (XIV)


O seu nome permanecerá eternamente; o seu nome se irá propagando de pais a filhos enquanto o sol durar, e os homens serão abençoados nele; todas as nações lhe chamarão bem-aventurado
(Salmo 72: 17; Fiel).

A felicidade é o maior anseio do ser humano. E mesmo quando buscamos na Palavra de Deus por alguma resposta, essa busca continua a ser pela auto-satisfação, pelo prazer pessoal, pela minha felicidade...

Embora a resposta bíblica para a felicidade do ser humano já tenha sido encontrada em posts anteriores neste passeio que estamos fazendo sobre as bem aventuranças na Bíblia, esta, mais uma vez, insiste que retiremos o foco de nós mesmos e nos lancemos de volta a Deus. A Bíblia nos fala agora sobre a felicidade de Jesus!

Mas em que residiria a felicidade do Filho? O salmo começa aparentemente dirigido a um rei humano, mas ultrapassa essa figura e nos antecipa o cântico messiânico dos Profetas Isaías, Jeremias e Zacarias. Eis o messias! O prometido de Deus. O representante de um povo, o cabeça, o eleito para ser entronizado. E o verso 17 reverbera aquela promessa feita a Abraão em Gênesis 12: famílias serão abençoadas, nações serão atingidas por uma promessa.

Há uma promessa que foi anunciada antes dos tempos eternos, mas nós não estávamos lá (Tito 1: 1-2). Estava lá, diante do Pai, o Representante de um povo de eleitos, o Cabeça de uma raça escolhida, o Noivo de uma Igreja anunciada. A Jesus foi prometido pelo Pai uma noiva que receberia a vida eterna. O Filho Jesus recebeu a promessa de que Ele, o Filho, seria chamado bem-aventurado, feliz, porque seu Pai cumpriria a promessa de lhe entregar uma noiva sem ruga e sem mácula. Jesus seria proclamado seu Senhor e Rei! A promessa é que a glória do Filho será vista em toda terra. As pessoas abençoarão umas às outras pelo Seu nome. E Ele, o Filho, será chamado por todas as nações de bem-aventurado! O Filho receberá a felicidade do louvor das nações e o Pai se alegrará em ter conduzido a história para a honra e glória de seu Filho!

Jesus sabia que para a felicidade ser completa e definitiva, sua noiva deveria ser resgatada dos caminhos de adultério pelos quais se enveredaria (e realmente nos enveredamos!). O noivo se entregará por ela (e já se entregou!). Jesus morrerá por sua amada (e já morreu!). E na vitória final sobre o pecado, a morte e todos os principados e potestades deste mundo tenebroso residirá a bem-aventurança do Filho de Deus, quando Ele libertar totalmente sua noiva no Dia do seu regresso! Porém, quando todas as coisas Lhe estiverem sujeitas, então, o próprio Filho também se sujeitará Àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos (I Cor 15:28). E esta será a bem-aventurança do Filho, Sua Glória total ao lado da sua noiva, a Igreja!

Leia também:

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...