Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

A conquista da masculinidade (segundo Maria Paula)

Resolvi trazer este texto anti-feminista, porque causou-me certa perplexidade à minha memória púbere seu conteúdo vindo das mãos da Maria Paula. 

Maria Paula Fidalgo, filha de Brasília, divorciada do músico João Sulicy com quem teve dois filhos, lançou recentemente o seu livro "Liberdade crônica". Ela não precisa nem de apresentação, porque, durante quase duas décadas, a musa da piada (como é chamada) invadiu as casas de todo o Brasil com sua malícia, sua caricatura de "loira burra", com suas piadas recheadas de atrevimento e pornografia. Ela era a "oitava Casseta" do programa televisivo Casseta e Planeta. 

Mas qual o nosso estranhamento? Nestes tempos em que lemos tantos textos de mulheres cristãs feministas e independentes, eis que me deparo com mais uma "pedra" clamando uma verdade que muitas mulheres (sem falar nos homens) dentro da igreja torcem o nariz (pricipalmente na nossa cultura homo-onipresente e andrógina): o papel exclusivo do homem no plano da família! 

Queremos deixar este texto como reflexão de que, por mais que venhamos a produzir "discursos", a prática, a vida como ela é, se impõe e, no fundo no fundo, toda mulher AINDA sabe o que espera de um homem e sabe também o que é um homem de verdade: um Homem com H maiúsculo. 

3 comentários:

Tatiana disse...

Vou la checar!!!!
Bjs!

disse...

Muito bom! a Loira é inteligente , tem nada de burra.Paz!

Mariani Lima disse...

Oi, meus novos amigos!
Estou retribuindo sua visita ao meu blog que me causou muita satisfação.
Gostei muito desse espaço de vcs e os estou seguindo também.

Um abraço enorme para vocês.
Fiquem com Deus.
P.S: Comentei esse texto lá no blog da Rô.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...