Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

sábado, 26 de março de 2011

Silas Malafaia e a Pl 122 - por um posicionamento político da Igreja Cristã diante das mentiras da militância gay


Assita ao vídeo e conheça a verdade sobre o que realmente o Pastor Silas disse no Congresso nacional:

video


Como você pode assistir, em nenhum momento se nega o direito do indivíduo ser homossexual. Não permita mais que a mídia divulgue esta mentira contra a família cristã: o CRISTIANISMO, SEJA NA SUA VERTENTE EVANGÉLICA, SEJA NA SUA VERTENTE CATÓLICA, NÃO É HOMOFÓBICO!!!

Este blog vem se posicionar claramente contra a PL 122. 

Nós, cristãos, não temos nada contra a pessoa ser GAY! Ser gay, ser adúltero, ladrão, ser mentiroso, manipulador, desobediente, etc, são atitudes, posturas, que cada um deverá um dia prestar contas diante de Deus, seja essa pessoa quem for.

Agora, o que a igreja deve estar em alerta é quanto à militância gay. Esta que insiste em fazer de um gosto pessoal (homem com homem/mulher com mulher) uma disciplina a ser ensinada na escola para todas as nossas crianças. Somos contra a militância gay que é antidemocrática, heterofóbica e que tem perseguido os cristãos no Brasil, querendo nos levar aos tribunais com mentiras!

O cristão precisa defender o seu direito milenar de dizer o que ele acredita ser revelação do seu Deus, então, somos contra essa demoníaca mordaça gay!

Veja, se você comete adultério, menti ou rouba, qualquer pessoa pode falar sobre isso, pois são práticas sociais, são comportamentos e, como tais, são avaliados e julgados socialmente: ninguém é inatacável! Agora, a militância gay quer mentir, roubar, adulterar e outras coisas mais, sem dar o direito de alguém falar nada sobre essas práticas sociais. Se falar, o acusado poderá alegar que você o está perseguindo porque ele é GAY: você será acusado de homofóbico! Eles estão se colocando, portanto, acima do bem e do mal.

Queremos esclarecer, mais uma vez, que repudiamos as ações de violência contra homossexuais e heterossexuais. Somos todos a favor da LIBERDADE DE CRENÇA! 

Por favor, assista ao vídeo abaixo para compreender a dimensão das lutas que a Igreja tem enfrentado não somente no Brasil, mas, também, no mundo:

video



O Pastor Silas Malafaia está sofrendo processo, embora o que ele tenha dito em momento algum surge como inverdades. Para todos os que estão acompanhando o caso e para os que desejam conhecer a verdade, por favor, segue a reportagem abaixo:

Homossexuais marcham em Madri dando vivas ao sexo com animais e exigindo “diversidade afetivo-sexual” nas escolas

Matthew Cullinan Hoffman
MADRI, Espanha, 14 de julho de 2009 (Notícias Pró-Família) — “Gosto de cães, gosto de maçãs, em minha cama durmo com quem quero”, essa foi uma das principais melodias na Parada do Orgulho gay da semana passada em Madri, onde centenas de milhares marcharam pelas ruas para defender os “direitos gays” e a ideologia homossexualista, de acordo com o que relatou a mídia local.
A parada deu destaque a uma ampla variedade de homens vestidos em trajes de couro sadomasoquistas, enquanto outros vestiam biquínis, cobriam o corpo com maquilagem e pintura, e ostentavam chapeis elaborados e coloridos.
Entre outros slogans obscenos demais para relatar, os participantes da marcha denunciaram líderes religiosos, entoando: “Padre, imam ou rabino, não bloqueie meu caminho”.
O tema da marcha deste ano foi “Educação Sem Armários”. A meta desse tema é promover a “diversidade afetivo-sexual” nas escolas do país, um conceito que os organizadores descreveram como “um instrumento político para normalizar o homossexualismo nas escolas” e para “evitar a prejudicial homofobia, transfobia e bifobia nas gerações futuras”.
Os organizadores criaram um vídeo mostrando cenas de escolas secundárias com casais homossexuais adolescentes abraçando-se e beijando-se nos lábios, enquanto ao mesmo tempo eram socialmente rejeitados ou ameaçados por outros adolescentes. Uma vara mágica com a palavra “educação” é então abanada, e os oponentes são transformados em apoiadores.
Depois das festividades e da parada, que duraram um total de dez dias, os residentes da área de “Chueca” requisitaram às autoridades municipais que transferissem o evento para outra parte de Madri, afirmando que os excessos e tumultos dos participantes deixam suas vidas e vizinhança de cabeça para baixo.
Nos últimos vários anos, os residentes da área repetidamente se queixaram de agressões contra eles, prostituição aberta, tráfico de drogas, brigas, barulhos, lixos nas ruas e outros delitos cometidos durante a marcha. Muita gente deixa o próprio lar e vai residir em outro lugar durante o evento, e alguns dizem que estão se preparando para partir permanentemente.
Os meios de comunicação espanhóis locais noticiam que os participantes homossexuais da marcha deixaram em seu rastro quase 100 mil kilos de lixo este ano.
Embora as autoridades municipais inicialmente concordassem com o pedido de transferir a parada, eles recuaram quando os organizadores objetaram, afirmando que estavam sofrendo discriminação.
A “Ministra da Igualdade” da Espanha, Bibiana Aido, apoiou a parada e a meta de ensinar a ideologia homossexual nas escolas.
“Temos muitos motivos de que nos orgulhar”, disse Aido. “Somos um país aberto que tem ampliado direitos”, e acrescentou que os gays, as lésbicas, os transexuais e os bissexuais “têm o governo do lado deles”.
“Todos nós temos de ajudar as escolas a ser um espaço seguro para a diversidade, pois o que as crianças aprendem fica para sempre”, disse ela.
Cobertura relacionada de LifeSiteNews:
Traduzido por Julio Severo: www.juliosevero.com
Copyright © LifeSiteNews.com. Este texto está sob a licença de Creative Commons Attribution-No Derivatives. Você pode republicar este artigo ou partes dele sem solicitar permissão, contanto que o conteúdo não seja alterado e seja claramente atribuído a “Notícias Pró-Família”. Qualquer site que publique textos completos ou grandes partes de artigos de Notícias Pró-Família ou LifeSiteNews.com em português tem a obrigação adicional de incluir um link ativo para “NoticiasProFamilia.blogspot.com”. O link não é exigido para citações. A republicação de artigos de Notícias Pró-Família o LifeSiteNews.com que são originários de outras fontes está sujeita às condições dessas fontes.


NÃO FIQUE DESINFORMADO, acesse: INTOLERÂNCIA HOMOSSEXUAL

Um comentário:

disse...

É isso aí, só veio acrescentar Fabio. Fico vendo como tem gente desinformada sobre o assunto, as pessoas parecem que não lêem e não se informam em relação a esta lei. Esta lei é absurda demais! Obrigada pela ajuda!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...