Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, com veementes labaredas. As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam (Ct 8: 6-7; Fiel).

sábado, 4 de dezembro de 2010

Canto Àgora

Parece que o primeiro post a gente nunca esquece, mas como começar? Pesquisei o primeiro post de dois outros blogs que admiro e, que surpresa, um começou postando sobre a música sinfônica de Pink Floyd (Norma Braga) e o outro, indagando qual seria a visão estética correta (Tempora).

Penso que se poderia falar aqui sobre muitos outros assuntos apaixonantes como teologia, política, filosofia. Talvez, cedo ou tarde, falaremos. Haverá espaço para esses temas no Canto geral. Contudo, decidimos “cavar no lugar em que estamos”! Como estamos mergulhados no universo da “tradução” do Amor de Deus, este será o nosso campo de signos e significados. Portanto, o lugar em que estamos não é espaço pouco. Logo se vê que é latifúndio de terra bem produtiva. E esta será a propriedade privada a que nos daremos o direito de conhece-la e também de reconhecer-mo-nos, buscando oferecer reflexões cristãs da melhor qualidade para os nossos leitores.

O blog é um espaço pessoal. Por isso, ele foi criado pensando em nós mesmos e nas experiências que temos vivido e como temos reagido a elas. Daí definirmos 6 áreas dentro do espaço deste latifúndio. Todos os textos estarão sendo organizados em seus links (logo aí embaixo, à sua direita, no "posts temáticos"), à medida que forem sendo postados e divididos por seus respectivos marcadores. Serão, portanto, "séries" desses assuntos. Vejamos.

  1. Série "Cantares de todos nós" – 
    O Amor e os amores têm sido cantados por séculos por cristãos e não-cristãos. Às vezes, por causa da Graça comum e da imago Dei, muitos poetas têm atingido a sublimidade do Amor de Deus (mesmo sem saberem); outras vezes, cantam amores perdidos, magoados, egoístas.
    Queremos apresentar versos, autores, prosas, poetas, filmes, livros aqui neste espaço. Esta página é um convite para passearmos pelo mundo e vermos os encontros e desencontros - acertos e desacertos - dos homens em suas buscas pelo Amor e pelos amores; 
     
  2. Série "Cantares para ela mesma"
    A poesia tem estado presente em nossas vidas por todos estes anos e a mulher que Deus tem me dado como amiga, companheira, cúmplice e amante é a musa dos versos que aqui compartilhamos com nossos visitantes. Venha apreciar conosco do amor que temos vivido, um caminho escrito em versos em que nós mesmos temos andado juntos;

  3. Série "Cantares da Felicidade"
    Deus tem cantado aos homens sobre o amor e a felicidade desde a Criação dos céus e da terra. Todavia, o canto da serpente seduziu a humanidade a buscar a felicidade e o amor noutros versos e cânticos.
    A Bíblia é esse canto de Deus que, agora, queremos expor aos que nos visitam. Sim, Deus ainda canta sobre a Felicidade. Precisamos, neste mundo de ruídos e falsos cantos, discernir a voz de Deus que anseia em nos invadir de versos, música, beleza, verdade eternas!
    Nesta página, portanto, o convite é para apreciarmos o Canto da Felicidade e atentarmos à Palavra de Deus e o que Ela quer que ouçamos em meio a este mundo de gritos mudos e silêncios diabólicos; 

  4. Série "Cantares de Salomão"
    Nestes tempos em que o amor entre um homem e uma mulher tornou-se banalizado e ridicularizado em seus valores fundamentais, Deus nos traz um texto essencial não só para o resgate desses valores - respeito, proteção, doação, beleza, verdade, justiça, fidelidade - como também (e principalmente) para a compreensão do seu plano de redenção a todos os homens: nós somos salvos pelo Amor de Deus!
    Interessante que Deus tenha escolhido nos apresentar o tema do amor redentor em um livro associado a um homem que viveu e se entregou a tantas mulheres. Salomão teve no auge do seu reinado mais de 700 mulheres e 300 concubinas! Ora, é de se indagar por que Deus escolheria logo esse homem para ser autor de um texto que valoriza tanto a fidelidade entre um homem e uma mulher? Um texto no qual o sagrado e o erótico alçam voos de estética jamais encontrada na subcultura que hoje nos envolve a todos. Por isso mesmo, um Cântico sublime que deve lançar os novos ares do Espírito Santo em corações sequiosos por Verdade e Beleza!
    Esta viagem (pessoal e, por isto mesmo, universal) será instigante. Convidamos, à moda dos aventureiros que enfrentaram seus medos e incertezas nas águas insondáveis dos mares antigos, à viagem. Será, portanto e antes de tudo, uma aventura poética por versos milenares de um texto divino.
    Um convite à poesia, ao amor, ao encontro com o outro e com o Autor primevo de Cantares;
     
  5. Série "Cantares alheios"
    Esperamos publicar posts de outros escritores que têm tratado sobre os mesmos temas abordados aqui. Assim, será um espaço para outros aprendizados, novos olhares, diferentes perspectivas com as quais concordamos. Queremos ouvir novas vozes que nos levarão a refletir sobre o amor, a poesia e outros encantos mais.
Haverá, ainda, como disse no início, um Canto geral, que será um espaço exatamente para os assuntos que não se encaixam em nenhum dos temas acima. Será um cantinho criado para os assuntos do "dia", quando julgarmos pertinente que o dia valha nossa opinião, ou que a nossa opinião valha o dia. 

No mais, bom blog.


Fábio Ribas.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...